Mora no Rio de Janeiro e está cansado de ficar escutando palpite de corretor, que muda de opinião a cada novo empreendimento lançado? Chegou o site que fala a verdade acerca dos imóveis lançados no Rio de Janeiro, sem intenção comercial nenhuma e completa isenção. Aqui a verdade é uma só, e não muda de acordo com interesses comerciais. Aqui a Verdade é imutável, eterna e imóvel! Venha conhecer de verdade o que vale a pena ou não comprar no Rio de Janeiro, seja para morar, seja para investir.

Busque a Verdade Imóvel sobre

quarta-feira, 23 de abril de 2014

VERDANT VALLEY (LIVING)

Atualização 29/07/2014

Resultado de Vendas:  30% vendido (127 unidades).

Em caso de dúvidas sobre qualquer produto, mande um email para verdadeimovel@gmail.com ! Respondo a todos os emails com enorme prazer!




Endereço: Rua do Camorim// R Godofredo Marques, Camorim

Ficha técnica:

Incorporadora: Living

Construtora: Living

Empresa de venda: Seller

Finalidade: Residencial





Área do terreno: 240.000 m² (20.000m² de clube , 23.000m² de empreendimento e 197.000m² de área verde preservada)

Número de blocos: 6 blocos

Número de unidades:  426 Unidades 

Número de unidades por pavimento: 11 unidades

Vagas:  1 por unidade

Tipologia/ número de unidades:

  • 282 tipos de 2 quartos de 52m²
  • 144 tipos de 3 quartos de 63m²
Preço por m²: R$ 7.200/m² (linha de tabela)

Modelo de tabela: 27% durante a obra // 73% pós-obra

Preço Médio: 2 quartos R$ 380.000 / 3 quartos R$ 450.000

Entrada Média: R$ 35.000,00

Parcela Média Obra (estimado): R$ 1.000

Parcela Média Pós-chaves  (estimado): R$ 1.700

VGV: R$ 150.000.000

Tem stand? Sim (Espaço Living na Est dos Bandeirantes)

Com decorado? Sim


Lançamento: Maio/2014 (Previsão)

Site Oficial:  


Apresentação:




Receba as análises assim que elas forem postadas. Basta incluir seu email no box abaixo.


Verdade Imóvel

Já tinha recomendado esperar alguns lançamentos no curto prazo para a região da Estrada dos Bandeirantes. Inclusive, fiz um balanço bem legal da região na resenha do Vent... No embalo da OR, a Living colocou na rua (inclusive na mesma rua: Estrada do Camorim) o seu Verdant Valley, primeiro lançamento do Grand Club Verdant.



Antes de começar a resenha do Verdant Valley propriamente, cabe explicar um pouquinho como funciona o Grand Club Verdant.




Grand Club Verdant:

Trata-se de um complexo de condomínios unidos por um clube e uma reserva florestal... não tem a dimensão de um Cidade Jardim ou de uma Península a ponto de ser chamado de bairro, mas é um conjunto que no futuro será composto por mais 2 condomínios vizinhos (parece que 1 desses condomínios será lançado ainda esse ano, e o outro só deus sabe). Lembra um pouquinho o Rio Parque (também da Living em Del Castilho). Só que dessa vez, em vez de encrustar um belo parque dentro do complexo, a Living destacou um clube bem maneiro (com aproximadamente 20.000m²) e uma reserva florestal intocável (quase 200.000m²).

Aí vem o principal acerto do projeto na minha opinião: um baita clube (clube mesmo, como há muito tempo não se vê por aí) absolutamente destacado do empreendimento, possibilitando o lazer em atrapalhar a vida dos condôminos. Além disso, a equipe da Living caprichou, colocou quadra de tênis (algo raro na região), quadra de areia, quadra esportiva, um campo de futebol de verdade (não é enganação como as quadrinhas como muitas vezes se faz por aí), academia de ginástica, salão de festas, múltiplas piscinas sem torres para sombreamento (uma para nadar, uma para relaxar, outra para sauna, mais uma para criança e assim vai), churrasqueiras e mais alguns outros detalhes que colocam o complexo num nível diferenciado de lazer. 

Realmente para esse padrão é muito difícil ver um lazer tão avantajado.

Focando agora no Verdant Valley:

Quem olha rápido e sem ler o texto anterior, pode pensar que o Verdant Valley é um produto simples, pois à primeira vista não há uma área de lazer no masterplan. Contudo, não custa lembrar mais uma vez que suas 426 unidades poderão usufruir dos 20.000m² de clube do complexo que fica a poucos metros de distância a pé. Ou seja, a área de lazer dentro do condomínio torna-se desnecessária. Restando apenas um salão de festa básico (no clube há um maior).

Ao contrário do Vent que veio com plantas mais amplas, o Verdant aposta em plantas compactas que conversam bastante com investidores. Afinal, quem acompanha o blog sabe que ultimamente não está muito fácil encontrar unidades de R$360.000 nas proximidades da Barra da Tijuca.
Outro ponto positivo do Verdant Valley é que os carros não transitam por dentro do empreendimento, sendo a via interna exclusiva para pedestres.

Como ponto negativo temos que destacar a alvenaria estrutural (que impossibilita mudanças na planta, mas deixa a obra mais barata) e a fachada básica.

Esse empreendimento faz parte do pacote olímpico, e receberá os jornalistas durante a Olimpíada, sendo assim, só será entregue em 2017, assim como o Ocean, Frames e Heaven.



Recomendo para quem deseja ter seu primeiro apartamento, pois é bem honesto e funcional com uma área de lazer que dificilmente será encontrada por esse preço nessa região novamente. Mais acima de tudo acho que é bem interessante para os investidores, especialmente as unidades de 2 quartos... quando o produto estiver pronto, essa região terá um grande apelo junto aos locatários de imóvel...

 
Classificação para investidor: $ $ $ $
Classificação para cliente final: Q Q Q Q



Localização:


Ver Verdant Valley num mapa maior

2 comentários:

  1. Isto é uma piada ou o que? 7.500 reais o m2 em um apartamento de baixa renda, da Living, com arquitetura de minha casa minha vida e em um local onde só ha mato ? E a granda maravilha é ter um clubinho popular ao lado?
    e ainda diz que é um bom negócio? Vai pagar 350 mil, alugar por 1.200 e não vai haver valorização no futuro. Lixo.

    ResponderExcluir
  2. Comprem bastante, depois eu compro baratinho quando a bolha estourar. Pago 100K a vista neste imóvel, que é o preço justo dele.

    ResponderExcluir

Conte a sua Verdade